Juntas Comerciais poderão adotar o recebimento dos atos apresentados a arquivamento por meio do uso de certificação digital

Confira a Instrução Normativa DREI 75 sobre documentos eletrônicos nas Juntas Comerciais

unnamed

Instrução Normativa DREI Nº 75 DE 18/02/2020

A fim de maior rapidez e segurança ao registro, as Juntas Comerciais poderão adotar o recebimento dos documentos exigidos por esta Instrução Normativa por meio eletrônico, utilizando-se de assinatura digital, emitida por entidade credenciada pela infraestrutura de chaves públicas brasileira – ICP-Brasil

Continuar lendo “Juntas Comerciais poderão adotar o recebimento dos atos apresentados a arquivamento por meio do uso de certificação digital”

Passivos de Balanços deram salto após adoção do CPC 06 (R2) – Arrendamentos

O novo padrão contábil CPC 06 (R2) fez com que os passivos de arrendamento aumentassem, em média, impressionantes 1.475%, quando foram registrados no balanço pela primeira vez.

financiamento-leasing

Segundo definição do novo CPC 06, “arrendamento é o contrato, ou parte do contrato, que transfere o direito de usar um ativo (ativo subjacente) por um período de tempo em troca de contraprestação“.

Perceba que esta definição abrange, portanto, itens alugados pela entidade!

O aumento foi particularmente notável em certos setores, como serviços financeiros, onde o valor do passivo médio do arrendamento aumentou 6.070%. Da mesma forma, no setor de saúde, o passivo médio de arrendamento aumentou 1.817%, no setor de restaurantes 1.743%, no setor de energia 1.542%, no varejo 1.012% e na indústria 495%. Os dados foram divulgados pela LeaseQuery.

 

IA (Inteligência Artificial): como usar se não sabemos como funciona?

Vietnamese businessman using digital tabletA Association of Chartered Certified Accountants emitiu um novo relatório, ” IA explicável”, que destaca um dos principais problemas da inteligência artificial: o fato de que a maioria de nós não sabe como funciona e como os algoritmos chegam às conclusões. Esse tipo de tomada de decisão “caixa preta” desestimula os usuários humanos e diminui a capacidade da IA ​​de cumprir seu papel mais natural na contabilidade (e em qualquer outro lugar): aumentar os contadores, em vez de substituí-los.

Leia o relatório AQUI.

A corrida para estar em conformidade com a LGPD – Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais

De compras on-line a redes sociais, de hospitais a bancos, de escolas a teatros, de hotéis a órgãos públicos, da publicidade à tecnologia: pode ter certeza, a Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais (LGPD) afeta diferentes setores e serviços, e a todos nós brasileiras e brasileiros, seja no papel de indivíduo, empresa ou governo.

LGPDA LGPD é a lei nº 13.709, aprovada em agosto de 2018 e com vigência a partir de agosto de 2020. Para entender a importância do assunto, é necessário saber que a nova lei quer criar um cenário de segurança jurídica, com a padronização de normas e práticas, para promover a proteção, de forma igualitária e dentro do país e no mundo, aos dados pessoais de todo cidadão que esteja no Brasil.

A LGPD estabelece ainda que não importa se a sede de uma organização ou o centro de dados dela estão localizados no Brasil ou no exterior: se há o processamento de conteúdo de pessoas, brasileiras ou não, que estão no território nacional, a LGPD deve ser cumprida.

Gestão em foco
Há um outro item que não poderia ficar de fora: a administração de riscos e falhas. Isso quer dizer que quem gere base de dados pessoais terá que redigir normas de governança; adotar medidas preventivas de segurança; replicar boas práticas e certificações existentes no mercado. Terá ainda que elaborar planos de contingência; fazer auditorias; resolver incidentes com agilidade. Se ocorrer, por exemplo, um vazamento de dados, a ANPD – Autoridade Nacional de Proteção de Dados Pessoais e os indivíduos afetados devem ser imediatamente avisados. Vale lembrar que todos os agentes de tratamento sujeitam-se à lei. Isso significa que as organizações e as subcontratadas para tratar dados respondem em conjunto pelos danos causados. E as falhas de segurança podem gerar multas de até 2% do faturamento anual da organização no Brasil – e no limite de R$ 50 milhões por infração. A autoridade nacional fixará níveis de penalidade segundo a gravidade da falha. E enviará, é claro, alertas e orientações antes de aplicar sanções às organizações.

AQUI você pode tomar conhecimento de informações detalhadas sobre a LGPD e programar suas ações de “compliance”.

Nelson Nascimento PB

 

* Nelson Rogério do Nascimento é Contador, Auditor e Consultor, sócio de Alonso, Barretto & Cia. – Auditores Independentes, com vasta experiência em trabalhos na área.

2020: sua lista de tarefas

Criamos uma lista de tarefas para colocar em seu calendário, na esperança de encorajá-lo a superar a rotina diária de tempos em tempos.

134173-5-sites-de-economia-que-todo-investidor-deve-acompanhar

janeiro
Tente fazer uma restauração completa do seu backup. Naturalmente, você está acompanhando tudo – mas tem certeza de que está funcionando? Faça um teste e certifique-se, porque você não deseja descobrir que seu backup está com defeito durante uma emergência da vida real.

fevereiro
Revise seu seguro. Verifique com seu corretor de seguros para descobrir exatamente o que é coberto por sua apólice e, em seguida, verifique se você tem toda a cobertura extra necessária para as ocorrências possíveis.

março
Compartilhe alguns dados significativos sobre a empresa com sua equipe – algo que você nunca compartilhou antes. Algumas sugestões: Quanto da sua receita anual é obtida durante determinado período? Quanto a empresa ganha na média a mais do que no ano passado? Qual porcentagem de clientes compra mais de um serviço da empresa? Seja criativo e compartilhe com a equipe.

abril
Aqui está uma boa maneira de reduzir as interrupções em época movimentada: Peça a todos os funcionários que adicionem NNTR  (para “No Need To Reply”) a todos os e-mails do grupo para os quais realmente não há necessidade de todos responderem.

maio
Organize sua mesa. Reserve uma hora e uma lixeira vazia e vasculhe tudo em sua mesa e nas gavetas. A pergunta a fazer não é: “Isso desperta alegria?”, mas: “Eu usei isso nos últimos seis meses?” Se você não tiver usado, jogue-o fora. Você realmente não precisará de muitos clipes de fichário, e todos esses arquivos em papel devem ser digitalizados de qualquer maneira. Gostou? Faça o mesmo em seu notebook. Seja leve.

Junho
Sente-se com um pequeno grupo de colaboradores e descreva em detalhes a cultura que você gostaria que sua empresa tivesse. Vá além de “Somos como uma família”. Toda empresa é como uma família. Você é o tipo de família que demitirá um cliente por ser grosseiro com um funcionário ou é do tipo que espera que a equipe atenda até os clientes mais exigentes, com padrões muito altos? Mergulhe fundo e seja específico.

Julho
Leia um livro relevante para sua atuação. Pode ser sobre o gerenciamento de equipe, normas contábeis, preço e valor, marketing de serviços profissionais ou o impacto potencial do blockchain ou inteligência artificial, ou qualquer outra coisa. E se for bom, compartilhe com todos da sua empresa.

agosto
Crie uma rotina saudável. Prefira andar a pé, priorize a alimentação com menor índice de gorduras e açúcares, reserve um tempo para atividades físicas. Após tantos anos em rotinas inadequadas conquistar um novo padrão não é rápido. Insista. Acrescente vida saudável a seus anos.

setembro
Confira alguns aplicativos. Escolha alguns pontos problemáticos – o seu ou o de um cliente – e procure e teste algumas soluções de software que os resolvam. Eles não precisam ser grandes problemas; a ideia é se acostumar a experimentar soluções tecnológicas regularmente.

Outubro
Trabalhe em casa um dia por semana. Isso lhe dará uma noção de quão bem sua tecnologia está configurada para oferecer suporte a funcionários remotos – e mostrará aos funcionários que você é sério sobre permitir que eles trabalhem remotamente também. (Se você não está preparado para oferecer suporte ao trabalho remoto, essa é sua tarefa alternativa para o mês.)

novembro
Crie relacionamentos melhores. Gere sorrisos. Se a pessoa não fechar negócio com você, mantenha contato e proximidade. Se o sorriso for gerado, seu cliente pode te indicar para outras pessoas.

dezembro
Percorra sua agenda, seu calendário, e remova todas as reuniões recorrentes – depois revise cada uma delas antes de incluí-la novamente. Você verá que muitos sobreviveram ao seu objetivo e começará o ano novo com muito tempo extra.

Feliz Ano Novo!

Cristina Franca PB (2)

 

* Cristina França é Contadora e especialista em R.H. e faz parte da equipe especializada no atendimento aos clientes em suas rotinas trabalhistas.

Melhorando a vida do cliente

O que significa melhorar a vida de um cliente?

iStock-9467168621-e1538568691494

Essencialmente, isso significa ir além dos serviços tradicionais. Significa dedicar o tempo necessário para considerar todos os aspectos da situação de um cliente, fazer as perguntas certas e ouvir essas respostas com atenção. Somente quando dispomos de tempo para reunir todos os dados relevantes de nossos clientes é que podemos realmente servi-los adequadamente.

Nossos clientes têm objetivos de vida financeiros mais amplos. No entanto, na maioria das vezes, desconhecemos esses objetivos porque simplesmente não perguntamos. Ao identificar e rastrear as metas do cliente, estamos mais bem posicionados para oferecer proativamente informações mais profundas e serviços muito mais personalizados que podem ajudar não apenas a atingir metas, mas também a enriquecer sua vida em geral.

Acredito firmemente que o aumento da concorrência e a disrupção contínua não devem afetar negativamente a nossa profissão. Sempre haverá muitos negócios para as empresas na vanguarda – aquelas que não apenas oferecem serviços excepcionais, mas também colocam a experiência do cliente em primeiro plano.

Estamos vivendo uma nova era, temos a oportunidade de liderar um novo movimento – um em que trabalhamos proativamente para melhorar a vida de nossos clientes. Um em que ajudamos a amenizar as preocupações e inseguranças de nossos clientes sobre seu futuro e a construir relacionamentos mais duradouros.

Agora é a hora de ir além de simplesmente servir como consultor para os clientes. Para ter sucesso em um cenário em rápida mudança, também precisamos ser árbitros da elegância e civilidade modernas – o que todos temos em nós.

Colocar o cliente em primeiro lugar; nunca foi tão importante.

download

 *Angela Zechinelli Alonso é Contadora, pós-graduada em Auditoria e Controladoria, sócia em firma de Auditoria Independente de pequeno porte e voluntária em projetos de entidades contábeis, voltados ao desenvolvimento profissional e à qualidade da profissão contábil.

 

Reforma Trabalhista na sua empresa

* Cristina França

imagesEstamos vivendo momentos conturbados, em que muitas alterações na área trabalhista estão surgindo e criando insegurança nas empresas contratantes.

Uma coisa é certa: PJ não é empregado mas também não afasta riscos trabalhistas.

Então, em poucas palavras, vamos repassar o que já está valendo:

  1. Se não é contra a Lei, vale o que for combinado entre patrão e empregado.
  2. Imposto Sindical – não é obrigatório que o empregado pague.
  3. Férias podem ser parceladas.
  4. A jornada diária pode ser flexibilizada.
  5. O intervalo intrajornada pode ser flexibilizado.
  6. É legal ter jornada intermitente.
  7. Terceirização ocorre tanto para atividade-fim como para atividade-meio.
  8. Demissão em comum acordo é legal e reduz multa.
  9. “Emprego Verde e Amarelo” para primeiro emprego.
  10. Autorizado trabalho aos domingos e feriados.
  11. Fim dos 10% do FGTS na demissão sem justa causa.
  12. Vale-alimentação não é remuneração.
  13. Participação nos lucros em comum-acordo.
  14. Atualização de dívidas trabalhistas com novos índices menores.

Na prática, estão surgindo muitas dúvidas que irão demandar uma consultoria específica. Nem tudo tem solução imediata, mas um acompanhamento por especialistas trará conforto ao seu fluxo de caixa.

Cristina Franca PB (2)

 

* Cristina França é Contadora e especialista em R.H. e faz parte da equipe especializada no atendimento aos clientes em suas rotinas trabalhistas.

Dicas: Big Data em pequenos negócios

* Rogério Oliveira de Souza

imagesAs organizações têm se utilizado da tecnologia para compreender, de maneira mais eficaz e rápida, os dados de seus departamentos contábeis e financeiros. Big Data é o termo em Tecnologia da Informação (TI) que trata sobre grandes conjuntos de dados que precisam ser processados e armazenados. Os softwares têm garantido um processo de tomada de decisões mais rápido e com maior confiança. Assim, se utilizam dados para prever e comparar o impacto de várias decisões estratégicas. Com isso, as empresas garantem uma vantagem competitiva significativa, e segundo o Forrester Report as empresas que usam sistematicamente a tecnologia têm crescido mais de 30% anualmente, em média.

Mas é inegável que os custos desses softwares são elevados, e com isso as empresas de pequeno e médio porte acabam sendo prejudicadas por, muitas vezes, não possuírem os recursos necessários para investirem em softwares, ou uma equipe especializada para fazer as análises.

Mas todas as empresas, independentemente do porte, podem utilizar essa métrica para alavancar os negócios.

Algumas dicas:

  1. Foco em “indicadores-chave de desemprenho” (KPIs)
  2. Mapeamento da localização desses dados
  3. Identificação de fontes de dados externos
  4. Consolidação dos dados
  5. Relato com análise simplificada.

Planejar essa mudança requer equipe integrada na análise dos dados, no auxílio para solução de problemas e na geração de novas ideias que pode expandir o seu negócio.

E como a tecnologia avança diariamente, um plano de negócios em que a equipe participe ativamente agirá na alavancagem e crescimento da empresa.

Nós somos parceiros nesse crescimento. Conte conosco.

Rogerio PB

 

* Rogério Oliveira de Souza, Contador e Auditor, faz parte da Equipe Técnica de Alonso, Barretto & Cia. Auditores Independentes.

Quem precisa de informações contábeis?

* Natália Fontenele

fundo-de-cor-com-crescimento-de-negocios-de-homens-executivos_18591-3686

Empresas de contabilidade com sede nos Estados Unidos, afirmam que os serviços de contabilidade para serem desenvolvidos precisam de “clientes certos”, que são aqueles que desejam crescer, aprender e perceber os benefícios de se terceirizar suas necessidades de contabilidade.

Acredita-se que o futuro dos serviços de contabilidade não está em softwares, mas sim na qualidade do serviço. Com isso, o que ditará os serviços será o valor que os contadores agregam ao cliente. Sem a assistência consultiva dos profissionais da Contabilidade o serviço se torna insatisfatório.

Os serviços de contabilidade são definidos pelo que o cliente precisa. Assim, cabe à empresa adequar os serviços de acordo com necessidades dos clientes; muitos exigem apenas contas a pagar e contabilidade simples, mas outros precisam de gerenciamento e relatórios contábeis completos.

Além disso, ressalta-se a importância que os profissionais têm em criar um conjunto de informações que sejam legíveis aos clientes, pois temos que apresentar as demonstrações financeiras de modo que os clientes consigam entender. Com isso, cabe aos profissionais da área adaptar as informações de acordo com cada cliente.

Com isso, o desafio para os profissionais da contabilidade é projetar uma abordagem com base nas necessidades e realizar o serviço da maneira mais econômica.

Conte conosco para ajudar sua empresa a crescer.

Natalia PB

 

* Natália Fontenele é Contadora, iniciando o Mestrado na área e faz parte da nova geração da Equipe Técnica da Alonso, Barretto & Cia. – Auditores Independentes.

 

Novo Código de Ética para o Contador

ifacA partir de 1º de janeiro de 2020, entra em vigor a primeira revisão do Código de Ética Profissional do Contador, baseado no Código Internacional de Ética para Contadores Profissionais, emitido pela Federação Internacional de Contadores (Ifac, na sigla em inglês).

O Código está estruturado em cinco partes e foi convertido nas seguintes normas profissionais:

NBC PG 100 (R1) – Dispõe sobre o cumprimento do Código, dos Princípios Fundamentais e da Estrutura Conceitual. Constitui esta Norma a Parte 1, com seções de 100 a 199, mais o Glossário.

NBC PG 200 (R1) – Dispõe sobre contadores empregados (contadores internos). Esta é a Parte 2 do Código, com as seções de 200 a 299.

NBC PG 300 (R1) – Dispõe sobre contadores que prestam serviços (contadores externos). Trata-se da Parte 3, com seções de 300 a 399.

NBC PA 400 – Dispõe sobre independência para trabalho de auditoria e revisão. Traz a Parte 4A, com seções de 400 a 899.

NBC PO 900 – Dispõe sobre independência para trabalho de asseguração diferente de auditoria e revisão. Esta norma compõe a Parte 5B, com seções de 900 a 999.

A alteração no Código de Ética Profissional do Contador foi necessária para ajustar o conjunto de regras ao Código Internacional da Ifac, que passou por relevantes alterações em 2018, sendo reeditado com uma nova estrutura, para tornar o documento mais fácil de ser utilizado.

Entre as alterações promovidas pela Federação Internacional de Contadores no Código de Ética constam: estrutura conceitual aprimorada e com mais destaque; disposições mais claras sobre salvaguardas relativas a ameaças ao cumprimento dos princípios fundamentais e à independência; reforço das disposições sobre independência, abordando a longa associação de pessoal com cliente de auditoria ou asseguração; novas e revisadas seções dedicadas a contadores profissionais nos negócios – os que fazem a contabilidade da entidade –, relacionadas à preparação e apresentação de informações e à pressão para violar os princípios fundamentais; e, entre outras mudanças, novo material de inscrição para enfatizar a importância de compreender fatos e circunstâncias ao exercer o julgamento profissional.

Fonte: https://cfc.org.br/noticias/revisao-do-codigo-de-etica-entra-em-vigor-em-janeiro/